domingo, 14 de maio de 2017

AMOR DE MÃE


Esta história, não fui eu quem inventou. Faço aqui apenas uma reprodução do texto, como uma homenagem a um perfil de mãe que quase não se encontra mais. [Ou ainda se encontra e os filhos é que mudaram?]

Autor original desconhecido (pelo menos por mim)
  
Carlinhos sempre pedia à mãe um dinheiro para ir nos domingos ao Cine Itapagipe (sala de cinema que havia no largo da Madragoa, em Salvador, até 1965), mas a mãe sempre negava dizendo que o dinheiro que recebia com a roupa de ganho que lavava não dava para isso.
Certo domingo, Carlinhos lhe comunicou todo alegre:
- Mainha, hoje eu vou para a matinée!
A mãe estranhou:
- Como, meu filho? Com que dinheiro?
- Bem, eu resolvi que todo dinheiro que a senhora tem me dado durante a semana para eu merendar na escola, eu vou guardar para ir ao cinema no domingo. O da semana passada eu já guardei para hoje.
A mãe ficou pensativa. E Carlinhos foi para o cinema.
Na segunda-feira seguinte, ao receber o costumeiro trocado e se despedir para ir à escola, Carlinhos ouviu da mãe:
 - Meu filho, use esse dinheiro aí para merendar na hora do recreio. Deixe estar que todo domingo eu lhe darei a quantia separada para você ir ao cinema.
Carlinhos ficou contente.
E a mãe cumpriu a promessa, durante muito tempo.
 Muitos anos depois, Carlinhos, já adulto, formado, trabalhando, resolveu tirar uma antiga dúvida com a velha mãe:
- Mamãe, quando eu era criança, a senhora, durante muito tempo, disse que não podia me dar dinheiro para eu ir à matinée dos domingos, porque sua renda não permitia. Mas depois que eu lhe disse que iria começar a usar o dinheiro da merenda para realizar aquele meu desejo, a senhora começou a me dar o dinheiro do cinema, para que eu não deixasse de merendar, lembra disso?
- Sim... Eu me alembro, meu filho....
- Mas até hoje eu não entendi uma coisa: já que antes a senhora me dizia que não tinha dinheiro para eu ir ao cinema, então de onde a senhora tirou recursos para atender àquele meu capricho dos domingos?
A mãe respondeu ternamente:
- Pois é, meu filho. Foi a partir daquele dia que eu passei a ir e a voltar do trabalho andando.

===============================

Muitos que já leram essa história acham impossível uma mãe tão dedicada assim, a ponto de sofrer por amor ao filho. Não entendem que cada tempo tem seus costumes e seus conceitos. O que hoje é absurdo de comportamento, em épocas pretéritas era tido como normal, e vice-versa.

Essa é uma mãe clássica, de antes de 1965. Era daquela mãe que padecia no paraíso. Hoje é politicamente incorreto um filho explorar sua mãe assim, mas naquele tempo a consciência filial não era tão desperta... A "consciência de classe materna"(!), também não. Fazer o quê, nê? rsrsrsrs! Mas no geral, muitas mães ainda hoje fazem sacrifícios muito maiores do que aquilo que os filhos reconhecem, ainda que no anonimato.
Uma questão é: Ela sofria, para que o filho fosse feliz (já que a felicidade está no supérfluo)? Creio que se ela se sacrificava por amor ao filho, ela não sofria. Ou, pelo menos, ela era infeliz e não sabia! rsrsrsrs! Ela tinha metas. Tinha propósitos. Em verdade, ela achava que era feliz, por ver o filho feliz. Coisas de mãe pobre abnegada, que quer dar ao filho um futuro melhor do que o passado de escravidão e de exclusão em que ela e seus antepassados viveram. É quase um sacrifício instintivo, ainda que meio insano, meio irracional.
Ademais, achar-se feliz não é mesmo ser feliz? Existe felicidade falsa? Felicidade ilusória?

O coração materno tem razões que a própria razão masculina ou filial desconhece. Isso é talvez uma infilosofia maternalista que só quem é mãe reconhece.
Bem, tudo isso aqui é uma mera opinião. Cada família é uma família. Cada caso é um caso. Cada história é uma história. Faço aqui apenas uma análise do comportamento daquela personagem "boba", que talvez tenha sido apenas uma mera ficção do desconhecido autor ou do "remaker". Quem escreveu mesmo esse texto? Uma mãe orgulhosa? Um filho arrependido? Terá sido baseado em fatos reais? Ou terá sido mera ficção? Sei lá! Tem possibilidades reais, pelo menos considerando os tempos mais recuados.



 O certo é que eu sempre admirei as mães heroínas. Muito me inspirou foi o exemplo de dona Quênia, viúva, moradora dos antigos Alagados. Para sair do aperto extremo, juntou os quatro filhos e inaugurou, dentro da própria palafita, um verdadeiro shopping center. De longe, na ponte sobre a maré, já dava para ver a placa, escrita a carvão, anunciando os serviços: “alisa-se cabelo, faz-se manicure e pedicure, aplica-se injeção, tira-se pressão, dá-se banca e vende-se abafabanca”. Não faltava cliente. Foi o jeito encontrado de fazer seus malabarismos, dar seus jeitinhos honestos, como todo bom brasileiro profissional da esperança.  


segunda-feira, 1 de maio de 2017

EL LA RAPIDA VORTARO PORTUGALA-ESPERANTO - AKTUALIGO EL APRILO 2017

REFERÊNCIAS: ESPERANTO PORTUGUÊS PORTUGALA DICIONÁRIO VORTARO GLOSSÁRIO GLOSARO TERMINARO TRADUZIR TRADUÇÃO



À BASE DE (FEITO DE) = (FARITA) EL
À MANEIRA DE = TIA, KIA; LAŬ LA MANIERO DE
ACACHOANTE (QUE FORMA CACHÕES OU BORBOTÕES, BORBULHÕES, CACHOEIRAS, JATOS) = ŜPRUC(IG)A
ACERVO (PILHA, ACÚMULO) = AMASO; PROVIZO; (QUANTIDADE DE COISAS DE VALOR DE UMA INSTITUIÇÃO, BIBLIOTECA, MUSEU...) VALORAĴOJ
ACIDENTE GEOGRÁFICO (OU FORMA DE RELEVO: UMA ENTIDADE DIFERENCIADA NO RELEVO DA TERRA, OU SEJA, NA FORMAÇÃO DOS SOLOS CONTINENTAIS E COSTEIROS. CADA UMA DESTAS DIFERENÇAS RECEBE UM NOME DISTINTO) = LANDFORMO; TERFORMO; (REGION)RELIEFO/FORMO; TERENO; TOPOGRAFIO; GEOLOGIA STRUKTURO; GEOGRAFIA NOMO/FORMO
ACOCORADO = KAŬRINTA
AFLORAMENTO (EMERSÃO À SUPERFÍCIE) = ELAKVIĜO, ELIĜO; EMERĜO; MALMERGIĜO
ALBARDA (OU ALBARDÃO: 'SELA GROSSEIRA') DE GRANDE TAMANHO) = ŜARĜA SELO; (SELA PRÓPRIA PARA CAVALARIA, COM FEITIO DE ALBARDA MAS FORRADA DE CARNEIRA ('PELE DE CARNEIRO')) ŜAFHAŬTA SELO
ALEPO (CIDADE NO NORTE DA SÍRIA, SENDO A MAIOR CIDADE DO PAÍS, CAPITAL DA PROVÍNCIA HOMÔNIMA) = ALEPO; (A RESPECTIVA PROVÍNCIA) ALEPIO
ALEXÂNIA (MUNICÍPIO BRASILEIRO DO INTERIOR DO ESTADO DE GOIÁS) = ALEKSANIO
ALTA SOCIEDADE (ONDE MORA A NOBREZA) = MONDUMO; ALTA SOCIA RANGO/NIVELO/KLASO/TAVOLO; ALTA SOCIETO
ANGRA = FARUNAĴO; SUBJUPO; GOLFETO; (PEQUENA BAIA USADA COMO PORTO) KREKO
ANUNNAKI (OU ANUNNA, ANUNNAKU, ANANAKI E OUTRAS VARIAÇÕES: GRUPO DE DIVINDADES SUMÉRIAS, ACÁDIAS E BABILÔNICAS) = ANUNAKOJ
APONTAR LÁPIS = PINTIGI KRAJONON
APONTOAR (ESCORAR (ALGO) COM PONTÕES, ESPEQUES, BARROTES; ESTEAR, ARRIMAR) = SUBTENI; FOST-APOGI; TRAB-APOGI
ASBESTO-CIMENTO (OU FIBROCIMENTO: COMPOSTO DE CIMENTO COM 10 A 15% DE FIBRA DE AMIANTO, UTILIZADO NO FABRICO DE PLACAS PARA PAREDES, CHAPAS ONDULADAS, TELHAS PARA COBERTURAS, CADEIRAS E TUBOS) = ASBESTA CEMENTO; FIBROCEMENTO
ASSERTO (AFIRMAÇÃO; CERTIFICAÇÃO; ASSERÇÃO; ASSERTIVA; AFIRMATIVA ; CERTEZA E FIRMEZA NO QUE ESTÁ FALANDO) = ASERT(EM)O
ASTENOSFERA (UMA ZONA SUPERIOR DO MANTO TERRESTRE MENOS RÍGIDA QUE SE ENCONTRA ABAIXO DA LITOSFERA, ENTRE APROXIMADAMENTE 80 E 200 KM ABAIXO DA SUPERFÍCIE) = ASTENOSFERO
ATEMOIA (FRUTA HÍBRIDA QUE É OBTIDA ATRAVÉS DO CRUZAMENTO DA CHIRIMOIA (ANNONA CHERIMOLA, MILL) COM A FRUTA-PINHA (ANNONA SQUAMOSA, L.), AMBAS PERTENCENTES À FAMÍLIA DAS ANONÁCEAS (A MESMA DA GRAVIOLA)) = ATEMOJO
                                                   Resultado de imagem para ATEMOIA

ATENUAÇÃO = ATENUO
ATRASADO EM CINCO MINUTOS = KVIN MINUTOJN MALFRUA/E
AVIÔNICA (ELETRÔNICA APLICADA À AVIAÇÃO) = AVIONIKO; AVIADIKO; (INSTRUMENTAL ELETRÔNICO E ELÉTRICO US. A BORDO DE UMA AERONAVE, INCLUINDO RÁDIO E PILOTO AUTOMÁTICO) AVIAPARATARO
BARATICIDA (SUBSTÂNCIA USADA PARA MATAR BARATAS) = BLATICIDO
BETAÍNA (AMINOÁCIDOS TOTALMENTE N-METILADOS, SENDO UM PRODUTO NATURAL QUE TÊM FUNÇÃO IMPORTANTE TANTO NO METABOLISMO DA PLANTA COMO DO ANIMAL) = BETAINO
BLUEBERRY (OU, EM PORTUGUÊS, MIRTILO: FRUTO SILVESTRE MUITO COMUM NOS ESTADOS UNIDOS E NA EUROPA, ATÉ POR SER NATIVO DESSES LOCAIS, SENDO UMA BAGA (ESPÉCIE DE FRUTO PEQUENO, CARNOSO E COM VÁRIAS SEMENTES), ACHATADA, COM UMA COROA DE CINCO PONTAS NA SUA PORÇÃO SUPERIOR (LÓBULOS DO CÁLICE), REVESTIDO POR UMA CERA CHAMADA PRUÍNA, DE SABOR AGRIDOCE (UMA MISTURA DE ÁCIDO E DOCE) E COLORAÇÃO AZUL ESCURA) = MIRTELO
                                                          Resultado de imagem para BLUEBERRY

BRODÓSQUI (MUNICÍPIO BRASILEIRO LOCALIZADO NA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO, FAZENDO PARTE DA REGIÃO METROPOLITANA DE RIBEIRÃO PRETO (RMRP)) = BRODOSKO
CACHÃO (OU JATO, BORBOTÃO, BORBULHÃO, CACHOEIRA, QUEDA D’ AGUA, FERVURA; BORBULHÃO DE ÁGUA FERVENTE) = ŜPRUCO
CAIXA DOIS = KORUPTA/NELEĜA/EKSTERETATA PAGO/MONCIRKULO
CAJÁ-MANGA (OU SPONDIAS DULCIS, CAJARANA, TAPEREBÁ-DO-SERTÃO E CAJÁ-ANÃO: ÁRVORE DA FAMÍLIA DAS ANACARDIÁCEAS) = DOLĈA SPONDIO
                                               Imagem relacionada
                                             

CAMA ELÁSTICA (OU TRAMPOLIM: EQUIPAMENTO ESPORTIVO USADO, ENTRE OUTROS, NO ESPORTE ACROBÁTICO E NA GINÁSTICA, ALÉM DE EM PARQUE INFANTIL) = (RONDA) TRAMPOLINO; SALTIGILO
CANUDOS (MUNICÍPIO BRASILEIRO DO ESTADO DA BAHIA) = KANUDO; (ANTIGA ALDEIA ONDE OCORREU A GUERRA DE CANUDOS, TAMBÉM CHAMADA DE BELO MONTE) KANUDO; BELA MONTO
CANYON ((GEOL.) CANHÃO, OU CAÑON (‘VALE OU GARGANTA’)) = KANJONO
CAPTAÇÃO = KAPTADO; ELLOGO; ARTIFIKA AKIR(AD)O; (DE ÁGUAS) TUBKONDUK(AD)O; AKVOKAPTADO
CAVERNÍCOLA (QUE OU O QUE HABITA EM CAVERNA) = KAVERNOLOĜANTA; KAVERNOVIVANTA; KAVERNOLOĜANTO; KAVERNOVIVANTO;
CHAPADÃO (CHAPADA OU PLANALTO DE GRANDE EXTENSÃO; SEQUÊNCIA DE CHAPADAS) = ALTEBENAĴEGO; ALTEBENAĴARO
CIRCUITAR (FAZER O CIRCUITO DE; ANDAR À VOLTA DE, CONTORNAR; GUARNECER À VOLTA DE; RODEAR, CERCAR, CIRCUNDAR) = ĈIRKAŬI; CIRKULI; RONDIRI
COCOROBÓ (AÇUDE NA REGIÃO DE CANUDOS-BA) = KOKOROBOO
COMPLANAR (TORNAR(-SE) PLANO OU CHÃO; APLANAR) = EBENIGI; NIVELI; (REMOVER OU SUPERAR (ÓBICES, DIFICULDADES ETC.)) NENIIGI; SUPERI; FORIGI (BAROJN, MALFACILAĴOJN, OBSTAKLOJN...)
CONTORCIDO = TORDITA; TORDIĜINTA; DISTORDITA; BARAKTINTA; KURBIĜI, KURBIĜADI; KURBIGITA; KURBIĜINTA
CONTORNAR = KONTURI; ĈIRKAŬI; ĈIRKAŬIRI, FLANKENIRI
CONVIZINHAR COM = NAJBARI KUN
CORREGEDOR = (JUĜ)AŬDITORO
CORREGEDORIA = (JUĜ)AŬDITOREJO
CORREIÇÃO = (JUĜ)AŬDITORADO
DAESH" (SIGLA EM ÁRABE PARA AL-DAULA AL-ISLAMIYA AL-IRAQ WA SHAM (ESTADO ISLÂMICO DO IRAQUE E SHAM [LEVANTE]), SENDO O NOME MAIS USADO PELA MIDIA INTERNACIONAL PARA SE REFERIR À ORGANIZAÇÃO TERRORISTA AUTODENOMINADO ESTADO ISLÂMICO) = DAEŜO
DAR O QUE FALAR = DISPAROLIGI/DISDIRIGI/DISKOMENTARIIGI/DISBABILIGI/KLAĈIGI PRI SI
DE CINCO EM CINCO = PO KVIN; KVINOPE; (NO SENTIDO DE A CADA CINCO) ĈIUN KVINAN
DE DEZ EM DEZ = PO DEK; DEKOPE; (NO SENTIDO DE A CADA DEZ) ĈIUN DEKAN
DE DOIS EM DOIS = PO DU; DUOPE; (NO SENTIDO DE A CADA DOIS) ĈIUN DUAN
DE FEITO (COMO SINÔNIMO DE “DE FATO”) = FAKTE; EFEKTIVE.
DELATOR = DENUNCISTO; DENUNCINTO; DENUNCANTO; (QUE DELATA OS PRÓPRIOS COLEGAS; DEDO-DURO; ALCAGUETE) STUKAĈO; (POLICA) KONFIDENCULO
DELEGAR TAREFA = PLENUMIGI/DONI/PREZENTI/DESTINI/(AL)TRUDI/PRENIGI/HAVIGI TASKON/KOMISION; TASKI; KOMISII
DEMORAR DE SAIR = MALFRUI ELIRI/FORIRI
DEMORAR DE VOLTAR = MALFRUI REVENI
DESCENSÃO (MOVIMENTO DESCENDENTE; DESCIDA, DEPOSIÇÃO; EFEITO DESSE MOVIMENTO) = MALSUPRENIRO; DESCENDO
DESNUDEZ = NUDECO
DESNUDO = NUDA
DIABESIDADE (OBESIDADE + DIABETES) = DIABEZECO (DIABETO + OBEZECO)
DISTÓPICO = MALUTOPIA
DIVAGANTE = (FOR)VAGANTA; DISVAGANTA; DETURNIĜANTA; DELIRANTA; DIGRESIIANTA
DIVAGAR = (FOR)VAGI; DISVAGI; DETURNIĜI; DELIRI; DIGRESII
DO MESMO PASSO (OU AO MESMO PASSO, AO MESMO TEMPO, SIMULTANEAMENTE) = SAMTEMPE; SIMULTANE
DOENÇA CELÍACA (TRANSTORNO AUTOIMUNE DO INTESTINO DELGADO QUE OCORRE EM PESSOAS GENETICAMENTE PREDISPOSTAS DE TODAS AS IDADES A PARTIR DE MEADOS DA INFÂNCIA) = CELIAKIO
DUNEDIN (SEGUNDA MAIOR CIDADE DA ILHA SUL DA NOVA ZELÂNDIA E A PRINCIPAL CIDADE DA REGIÃO DE OTAGO) = DUNEDINO
É QUE (EM COMEÇO DE FRASE EXPLICATIVA) = ĈAR; OKAZAS, KE; TIEL OKAZAS PRO TIO, KE; TIAL, ĈAR
EDUCAÇÃO INCLUSIVA = INKLUZIVA EDUKADO
EMBORNAL (OU BORNAL: SACO QUE CONTÉM A COMIDA DAS CAVALGADURAS, OU TAMBÉM SACO DE VIAGEM) = MANĜOSAKO; VOJAĜOSAKO
EMERSÃO (ATO DE EMERGIR, DE VIR OU TRAZER À TONA) = ELAKVIĜO, ELIĜO; ELMERG(IĜ)O, MALMERGIĜO; EMERĜO; ELMERGO; MALMERGO; (FENÔMENO DA REAPARIÇÃO DE UM ASTRO DEPOIS DE TER SIDO ECLIPSADO PELA SOMBRA OU INTERPOSIÇÃO DE UM OUTRO)
ENCURVAR = KLINI; KURBIGI
ESCADA MAGIRUS = (FAJROBRIGADA) ŜTUPAREGO
ESCANCELAR (ABRIR AMPLAMENTE, ESCANCARAR (OLHOS, BOCA ETC.); ABRIR MUITO, DESMESURADAMENTE (COMO SE ABRE UMA CANCELA); DESCONJUNTAR-SE; ESCANGALHAR-SE) = MALFERMEGI
ESCARPADO = KRUTA; APIKA
ESCARPAMENTO (ATO OU EFEITO DE ESCARPAR; ESCARPADURA) = KRUTA TRANĈADO; (PAREDÃO DE PEDRA DE FORMA ABRUPTA (P.EX., NUM CANHÃO)) KRUTA TRANĈAĴO
ESCARPAR = KRUTE TRANĈI
ESCORREGADEIRA (OU ESCORREGADOR: EQUIPAMENTO DE LAZER ENCONTRADO EM ÁREAS DE RECREAÇÃO INFANTIL COMO PARQUES E ESCOLAS) = DEGLITEJO; DEGLITILO; TOBOGAN(ET)O
ESPARSO = DISSEMITA; (MALORDE) DISĴETITA; DISŜUTITA; DISLIBERIGITA; DISIGITA
ESTEREOGRAFAR (PREPARAR (UMA IMAGEM, P EX), PARA EXIBIÇÃO ESTEOREOSCÓPICA.TIRAR UMA FOTOGRAFIA ESTEREOSCÓPICA DE) = STEREOGRAFI
ESTEREOGRAFIA (A ARTE DE APRESENTAR, ATRAVÉS DE PROJEÇÕES GEOMÉTRICAS, SÓLIDOS SOBRE UMA SUPERFÍCIE) = STEREOGRAFIO
ESTUPENDO = MIRIGA; MIREGIGA; MONSTRA; EKSTERORDINARA
ETIQUETAR = ETIKEDI; ETIKETI
EVANESCENTE (QUE EVANESCE; DE CURTA DURAÇÃO, DE EXISTÊNCIA EFÊMERA) = DISERIĜANTA, DISERIĜEMA; EFEMERA
EVANESCER = DISERIĜI; EFEMERI
EXCRESCÊNCIA = SURKRESKO; ELKRESKAĴO; ŜVELAĴO; (MALHARMONIA) SUPERFLUAĴO
EXTRATO DE CONTA BANCÁRIA = BANKKONTA ETATO
EXUBERÂNCIA = TROABUNDECO
FÁCIES (OU FACIES: ASPECTO DE UM CORPO, FORMA E CONFIGURAÇÃO RESPONSÁVEIS PELO TRAÇO DISTINTIVO DE UM GRUPO; FISIONOMIA, APARÊNCIA DO ROSTO, EXPRESSÃO; CONJUNTO DOS CARACTERES LITOLÓGICOS E PALEONTOLÓGICOS DE UMA ROCHA, CONSIDERADOS A PARTIR DO PONTO DE VISTA DE SUA FORMAÇÃO) = FACO; SURFACO; ASPEKTO; FORMO; MIENO; VIZAĜO; TRAJTO; FASADO; FASONO
FAVELA = DOMAĈARO; SLUMO; (COMPLEXO DE BAIRROS DO RIO DE JANEIRO; PLANTA COMUM NA REGIÃO DE CANUDOS NA BAHIA (CNIDOSCOLUS QUERCIFOLIUS); MONTE DA MESMA REGIÃO, FAMOSO NA ÉPOCA DO BEATO ANTONIO CONSELHEIRO) FAVELO
FLYBACK (TRANSFORMADOR DE SAÍDA HORIZONTAL, USADO EM ANTIGOS APARELHOS DE TV E EM COMPUTADORES) = HORIZONTALA ELIG-TRANSFORMATORO
FORMA DE VIDA = VIVOFORMO
FORMAÇÃO GEOLÓGICA (CONJUNTO DE ROCHAS OU MINERAIS QUE TEM CARACTERÍSTICAS PRÓPRIAS, EM RELAÇÃO À SUA COMPOSIÇÃO, IDADE, ORIGEM OU OUTRAS PROPRIEDADES SIMILARES) = GEOLOGIA FORMACIO; ROKTAVOLO; GEOLOGIA UNUO
FORMICIDA (QUALQUER PREPARADO USADO PARA MATAR FORMIGAS) = FORMIKICIDO
FORMIDANDO (QUE METE MEDO; TERRÍVEL, TREMENDO, PAVOROSO) = TIM(EG)IGA; TERURA; TERUR(EG)IGA
FRACIONAR = FRAKCII; ONIGI; (DIS)ERIGI; DISDIVIDI; DISPECIGI
FRUTARIANISTA = ADEPTO DO FRUTARIANISMO
FULGURANTE = LUMA; LUMBRILA
GNAISSEGRANÍTICO (DIZ-SE DE ROCHAS FORMADAS DE GNAISSE E GRANITO) = GNEJSA-GRANITA
GNÁISSICO (RELATIVO A OU PRÓPRIO DO GNAISSE) = GNEJSA
GRÃO MOGOL (MUNICÍPIO HISTÓRICO BRASILEIRO SITUADO NOS CONFINS DA SERRA DO ESPINHAÇO AO NORTE DO ESTADO DE MINAS GERAIS) = GRAN-MOGOLO
GRIMPA (ELEMENTO ARQUITETÔNICO DECORATIVO QUE REMATA O VÉRTICE DE UMA COBERTURA); (ELEMENTO QUE SUPORTA O CATAVENTO) = VENTOFLAGINGO; (NO SUL DO BRASIL, DESIGNAÇÃO DO RAMO SECO DA ARAUCÁRIA (ARAUCARIA ANGUSTIFOLIA)) BRAZILA ARAŬKARIO
GRUPO DE RISCO (POPULAÇÃO SUJEITA A DETERMINADOS FACTORES OU COM DETERMINADAS CARACTERÍSTICAS, QUE A TORNAM MAIS PROPENSA A TER OU ADQUIRIR DETERMINADA DOENÇA) = VUNDEBLA / MALSANEMA / RISKMALSANA / PREDISPOZICIIĜEMA POPULACIO / HOMGRUPO
HIDROGRAFIA = HIDROGRAFIO
HIDRÓGRAFO = HIDROGRAFO
HIPNOTERAPIA (TERAPIA BASEADA EM SONO PROLONGADO; MÉTODO QUE TEM POR BASE O HIPNOTISMO, US. DE FORMA INDEPENDENTE OU COMO INSTRUMENTO AŬILIAR EM DIVERSOS TIPOS DE PSICOTERAPIAS) = HIPNOTA TERAPIO; HIPNOTOTERAPIO; HIPNOTERAPIO
HOMEM VITRUVIANO (OU HOMEM DE VITRÚVIO: CONCEITO APRESENTADO NA OBRA OS DEZ LIVROS DA ARQUITETURA, ESCRITA PELO ARQUITETO ROMANO MARCO VITRUVIO POLIÃO, DO QUAL O CONCEITO HERDA NO NOME) = VITRUVIA HOMO
IGREJA CATÓLICA = KATOLIKA EKLEZIO/PREĜEJO
IMPLACÁVEL = NECEDEMA; NEELPETEBLA; MALPARDONEMA; KRUELA
INEXPERTO = SENSPERTA; SENEKSPERTIZA; NEFAKA
INICIATIVA DAS RELIGIÕES UNIDAS (OU URI: REDE GLOBAL DEDICADA À PROMOÇÃO PERMANENTE DA COOPERAÇÃO INTER-RELIGIOSA, SURGIDA EM 1993, COM SEDE MUNDIAL NA CIDADE DE SÃO FRANCISCO, CALIFÓRNIA, ESTADOS UNIDOS) = ORGANIZACIO DE LA UNUIĜINTAJ RELIGIOJ
INTERCALADO DE = INTERMETITA PER
INUMAÇÃO = ENTERIGO
INVENTARIANTE = INVENTARANTO
INVENTÁRIO (ARROLAMENTO) = INVENTARO; ETATO
INVESTIGAÇÃO CRIMINAL = KRIMINALA ENKETO; POLICA/DETEKTIVA/PROKURORA/JURA ENKETO
ITACOLOMITO (ROCHA METAMÓRFICA QUARTZOSA LEVEMENTE FLEXÍVEL E ANTIDERRAPANTE, ALÉM DE UM MAL CONDUTOR DE CALOR) = ITAKALOMITO
KAIRÓS (NA MITOLOGIA GREGA, DEUS DO TEMPO OPORTUNO; O TEMPO SUPREMO; O TEMPO DE DEUS; O TEMPO CERTO) = KAJROSO
LIBERAÇÃO DE ENERGIA = ELIGEGO DE ENERGIO
LINDE (OU LIMITE) = LIMO; (LINDO) BELA; LINDA; (BALIZA, MARCO) LIM-ŜTONO; GVID-MARK(IL)O
LINHA DO EQUADOR (LINHA IMAGINÁRIA QUE RESULTA DA INTERSECÇÃO DA SUPERFÍCIE DA TERRA COM O PLANO QUE CONTÉM O SEU CENTRO E É PERPENDICULAR AO EIXO DE ROTAÇÃO) = (LINIO DE) EKVATORO
LISTA FECHADA (OU LISTA DE PARTIDO: SISTEMA DE VOTAÇÃO DE REPRESENTAÇÃO PROPORCIONAL ONDE OS ELEITORES VOTAM APENAS EM PARTIDOS, E NÃO NOS CANDIDATOS) = FERMITA LISTO; PARTIA LISTO
LOBOTOMIA (OU LEUCOTOMIA: INTERVENÇÃO CIRÚRGICA NO CÉREBRO EM QUE SÃO SECCIONADAS AS VIAS QUE LIGAM OS LOBOS FRONTAIS AO TÁLAMO E OUTRAS VIAS FRONTAIS ASSOCIADAS) = LOBOTOMIO
LOGOS (A PARTIR DE FILÓSOFOS GREGOS, QUER DIZER RAZÃO, TANTO COMO A CAPACIDADE DE RACIONALIZAÇÃO INDIVIDUAL OU COMO UM PRINCÍPIO CÓSMICO DA VERDADE E DA BELEZA) = LOGOSO
LOMBADA = LONGA ALTEBENAĴO; LIBRODORSO; (REDUTOR DE VELOCIDADE) MALRAPIDIGILO
MACADÂMIA (OU NOZ-MACADÂMIA, NOZ-DA-QUEENSLÂNDIA: SEMENTE COMESTÍVEL DE DUAS ESPÉCIES DE ÁRVORES DO GÉNERO MACADAMIA DA FAMÍLIA DAS PROTEACEAE) = MAKADAMI-NUKSO
MEIA-IDADE = MEZA AĜO; MEZAĜO
MERGULHAR = SUBAKVIGI; MERGIĜI; PLONĜI
MESMERISMO (USO DO MAGNETISMO ANIMAL E HIPNOTISMO NO TRATAMENTO E CURA DE DOENÇAS, SEGUNDO O MÉTODO E PRÁTICA DO MÉDICO ALEMÃO FRANZ ANTON MESMER) = MESMERISMO
MOLDURAGEM (ATO DE MOLDURAR) = MODLURADO; KADRADO; (MOLDURA; CAIXILHO) KADRO, MODLURO
MURO DE ARRIMO (OU MURO DE ENCOSTA, OU SIMPLESMENTE ENCOSTA: ESTRUTURA PROJETADA E CONSTRUÍDA PARA RESISTIR À PRESSÃO LATERAL DO SOLO, QUANDO USADO PARA CONTENÇÃO DE TERRAS E DE PEDRAS DE ENCOSTAS) = APOGMURO
MUTILAÇÃO = DETRANĈO; MUTILO; KRIPLIGO
MUTILAR = DETRANĈI; STUMPIGI; MUTILI; KRIPLIGI
NA SIGNIFICAÇÃO DO TERMO (OU NA SIGNIFICAÇÃO DA PALAVRA) = EN LA SIGNIFO DE LA TERMINO/VORTO
NÁUATLE (LINGUA INDÍGENA MEXICANA) = NAŬATLA LINGVO
NEBULIZADOR (EQUIPAMENTO ELETRÔNICO QUE UTILIZA A NEBULIZAÇÃO, OU SEJA, UM MÉTODO DE ADMINISTRAR ALGUM TIPO DE SUBSTÂNCIA SOB A FORMA DE VAPOR, QUE ENTÃO É INALADA PARA OS PULMÕES PELO PACIENTE ATRAVÉS DE UMA MÁSCARA LIGADA AO EQUIPAMENTO) = NEBULIGILO
NUM GESTO DE = EN MANIERO; KUN LA CELO; CELANTE; KIEL MONTRO DE; KIEL SIMBOLO DE
O PRAZO ESTÁ CORRENDO = LA LIMTEMPO KURAS
OBESIDADE = TRODIKECO; ADIPO; ADIPOZO; OBEZECO
OPULÊNCIA = RIĈEGECO; ABUNDECO; GRANDA KVANTO
OPULENTO = RIĈEGA; ABUNDA
OTAGO (REGIÃO DA NOVA ZELÂNDIA SITUADA NA PARTE SUDESTE DA ILHA SUL) = OTAGO
OVERBOOKING (OU OVERSELLING, OU SOBREVENDA: PRÁTICA DE VENDER UM SERVIÇO EM QUANTIDADE MAIOR DO QUE A CAPACIDADE QUE A EMPRESA PODE FORNECER) = TROVENDADO
PADROADO (DELEGAÇÃO DE PODERES CONCEDIDA PELOS PAPAS - ATRAVÉS DE BULAS - AOS REIS DE PORTUGAL, ATRAVÉS DA QUAL O REI PASSA A SER O PATRONO E PROTETOR DA IGREJA, DISPONDO DE OBRIGAÇÕES E DIREITOS, TAIS COMO: A) ZELAR E SUSTENTAR A IGREJA EM TERRAS DE DOMÍNIO LUSITANO; B) ENVIAR MISSIOINÁRIOS PARA AS TERRAS DESCOBERTAS; C) ARRECADAR DÍZIMOS; D) APRESENTAR CANDIDATOS AOS CARGOS ECLESIÁSTICOS, ESPECIALMENTE OS BISPOS, EXERCENDO, ASSIM, PODER POLÍTICO SOBRE OS MESMOS) = PADROADO
PAREDE DE TAIPA = TRABARMURO
PERLONGAR (IR OU ESTENDER-SE AO LONGO DE; COSTEAR; MOVER-SE PARALELAMENTE A. "CAMINHAVA A PÉ, PERLONGANDO COM AS PLANTAÇÕES") = LAŬIRI; PRETERIRI; LAŬLONGE IRI
PÍNCARO (CUME, PICO, O MÁXIMO DE ALGUMA COISA. PARTE MAIS ELEVADA DE UMA MONTANHA) = PINTO; PLEJSUPRO; KULMINO; ALTAĴO, PLEJALTAĴO
PLAINO (EXTENSÃO TERRITORIAL DE ASPECTO PLANO; PLANÍCIE; DE ASPECTO PLANO E LISO; DESPROVIDO DE DESIGUALDADES; PLANO) = PLANO; EBENAĴO; EBENO
PLANURA (LUGAR PLANO; PLANÍCIE OU PLANALTO; PLANO, PLANÁRIO, LISO, CAMPINA, DESCAMPADO, PLAINO, PRADO, CHAPADA, AKAXÁ, CILÁ, ESPLANADA, PLATÔ, CHÃO, ALTIPLANO, CHAPADÃO, BAIXADA, PLANEZA, RECHÂ, RECHA, VALE, VÁRZEA, CHÃ, VARGEM, RECHÃO, RECHANO, CHANURA, ACHADA, RECHÃ, ALTOPLANO) = EBENAĴO; EBENEJO
POLPA = KARNO, FRUKTA MOLAĴO; PULPO
POLTERGEIST (TIPO DE EVENTO PARANORMAL QUE SE MANIFESTA EM UM AMBIENTE NO QUAL EXISTEM OCORRÊNCIAS FÍSICAS, TAIS QUAIS, CHUVA DE PEDRAS, MOVIMENTAÇÃO, APARECIMENTO E DESAPARECIMENTO DE OBJETOS, SONS, PIROGENIA, LUZES, ENTRE OUTRAS, PODENDO ENVOLVER ATÉ ATAQUES FÍSICOS) = BRUFANTOMO, BRUFANTOMAĴO, POLTERGAJSTO
POSSANTE = FORTIKA; DIKA; FORTA; DIKFORTA; VASTFORTA; MUSKOLFORTA
PRECIFICAR (APOR ETIQUETAS DE PREÇO SOBRE MERCADORIAS AINDA NÃO MARCADAS, POR MEIO DE ETIQUETADORAS) = PREZ-ETIKEDI; PREZ-ETIKETI; PREZUMI
PRECINTA = RIMENO
PRECINTAR (ATAR OU CINGIR COM PRECINTA; AMARRAR, CIRCUNDAR, SELAR, PRCINTAR) =
PRELIMINAR = ANTAŬA; ANTAŬKOMENCA; (SUBSTANTIVO) PREPARA ELEMENTO/RUTINAĴO/PRIPENSAĴO/DEMANDO; KOMENCA RIMEDO/RIMARKO; ANTAŬAĴO; ANTAŬLUDO
PRINCÍPIO IMEDIATO (EM QUÍMICA, PRODUTO IMEDIATO, ÚLTIMO CORPO QUE SE CONSEGUE ISOLAR PELO EMPREGO APENAS DE MEIOS MECÂNICOS E SEM RECORRER À DECOMPOSIÇÃO QUÍMICA) SENPERA PRINCIPO=
PUBLICITÁRIO = PROPAGANDA; REKLAMA; PROPAGANDISTO; REKLAMISTO
QUELAR (EM QUÍMICA, EFETUAR, PROVOCAR A QUELAÇÃO DE) = KELATIGI
QUIZ (JOGO OU DESPORTO MENTAL NO QUAL OS JOGADORES (INDIVIDUALMENTE OU EM EQUIPES) TENTAM RESPONDER CORRETAMENTE A QUESTÕES QUE LHES SÃO COLOCADAS) = KVIZO
RAMBUTÃ (OU RAMBUTÃO: FRUTO DA RAMBUTEIRA (EM LATIM NEPHELIUM LAPPACEUM), UMA ÁRVORE TROPICAL DE TAMANHO MÉDIO, DA FAMÍLIA DAS SAPINDACEAE, QUE SE JULGA SER NATIVA DO ARQUIPÉLAGO MALAIO) = LIĈIO
                                         Resultado de imagem para rambutão

RATICIDA (SUBSTÂNCIA USADA PARA MATAR RATOS) = RATICIDO; MUSICIDO
RECESSO (TEMPO PARA DESCANSO) = PAŬZO, PAŬZADO
RECESSOS (LUGAR) = KAŜ-ANGULO; FUNDO; INTERNO
RECHÃ (TERRENO ALTO, EXTENSO E PLANO, TERMINANDO EM ESCARPA ABRUPTA; ALTIPLANO, PLATÔ, PLANALTO, CHAPADA) = ALTEBENAĴO
REFLUXO (MOVIMENTO DA MARÉ QUE SE AFASTA DA MARGEM; VAZANTE) = REFLUO
REI MOMO (PERSONAGEM DA MITOLOGIA GREGA QUE SE TORNOU UM SÍMBOLO DO CARNAVAL.) = REĜO MOMO
REMANSADO (QUE SE REMANSOU; PACHORRENTO, VAGAROSO. QUIETO, TRANQUILO, PACÍFICO, REMANSOSO) = MALRAPIDEMA; KVIETA, TRANKVILA; PACEMA; STAGNA, SENMOVA
REMANSAR (OU ARREMANSAR) = STAGNIGI; MALMOVI; KVIETIGI; TRANKVILIGI
REMASTERIZAÇÃO (CRIAÇÃO E PRENSAGEM DE NOVO DISCO-MESTRE FONOGRÁFICO OU NOVA BANDA MAGNÉTICA CINEMATOGRÁFICA (MÁSTER), ESP. ALTERANDO OU APERFEIÇOANDO A QUALIDADE SONORA DE GRAVAÇÃO ANTERIOR) = AŬDIOPLIBONIGO; FILMPLIBONIGO; TRANSPLIBONIGO
REMASTERIZAR (CRIAR NUM NOVO MÁSTER, UMA NOVA CÓPIA DE ÁUDIO OU DE VÍDEO, A PARTIR DO ORIGINAL, BUSCANDO MELHORAR O SEU CONTEÚDO) = AŬDIOPLIBONIGO; FILMPLIBONIGO; TRANSPLIBONIGI
REMISSÃO = PARDONO; FORCEDO; MILDIGO; (DE DOENÇA) SINTOM-MALFORTIĜO/MILDIĜO
REPONTAR = ELAPERI; (AMANHECER, RAIAR (O DIA)) MATENIĜI; TAGIĜI; (ACOMETER, ATACAR VOLTANDO-SE PARA TRÁS (DIZ-SE PARTICULARMENTE DOS ANIMAIS CORNÍGEROS)) (EK)ATAKI; ALSALTI; (RESPONDER ASPERAMENTE A ALGUÉM) RIPOSTEGI; OFENDEGI
RESISTENTE = FORTA; FORTIKA; NECEDEMA; SENCEDA; (MIL., POL.) REZIST-HOMO
RESOLUTIVO = ENSORBIGA; ENSORBIGA MEDIKAMENTO; (SOBRE CONDIÇÃO QUE RESOLVE, QUE PROMOVE RESOLUÇÃO OU CESSAÇÃO DE DIREITO COM O ADVENTO DE UM FATO) (RAJTON)FINIGA. (RAJTON)ESTINGIGA, RAJTONĈESIGA
RESSALTO = RELIEFO; RESALTO
RIÇAR (ENCRESPAR (CABELOS), ENCARACOLAR EM FORMA DE RIÇO; FRISAR, ENCARAPINHAR; TORNAR ARREPIADO; ERIÇAR, ARREPIAR, ONDULAR) = FRIZI; KRISPIGI; BUKLI
RIÇO (PORÇÃO DE CABELOS OU PASTA ENOVELADA DE CABELO OU LÃ, SOBRE A QUAL SE ELEVAM OU ASSENTAM O PENTEADO; TECIDO DE LÃ COM PÊLO CURTO E ENCRESPADO) = FRIZO; BUKLO
ROCHA SEDIMENTAR (OU ROCHA SEDIMENTÁRIA: ROCHA COMPOSTA POR SEDIMENTOS TRANSPORTADOS PELA ÁGUA, GELO OU VENTO E ACUMULADOS EM DEPRESSÕES NA CROSTA TERRESTRE) = SEDIMENTA ROKO/PETRO/TAVOLO
SAFAR-SE (SAIR-SE BEM DE UM PROBLEMA) = ELTURNIĜI/ELRAMPI EL PROBLEMO
SALPINTAR (FAZER PINTAS VARIADAS EM; SALPICAR) = ASPERGI; ŜPRUCMAKULI
SAMSARA (OU RODA DE SAMSARO, OU RODA DO SAMSARO: NA MAIORIA DAS TRADIÇÕES FILOSÓFICAS DA ÍNDIA, INCLUINDO O HINDUÍSMO, O BUDISMO E O JAINISMO, O CICLO DE MORTE E RENASCIMENTO) = SANSARO; RADO DE SANSARO
SARAPINTAR = DIVERSKOLORIGI
SEDIMENTÁRIO (OU SEDIMENTAR) = FEĈA; (EM GEOLOGIA) SEDIMENTA
SEM-PAR (SEM IGUAL; SINGULAR, INIGUALÁVEL) = SENEGALA; UNIKA, NEKOMPAREBLA
SERTÕES (REGIÕES INTERIORES DE UM PAÍS, ESTADO, CONTINENTE, REGIÃO...) = INTERNLANDO; ENLANDO; (TIPICA REGIÃO SEMIÁRIDA DO NORDESTE BRASILEIRO) SERTAO (ANDRÉ CHERPILLOD); SERTONO (LEOPOLDO KNOEDT)
SINGULAR (NÃO PLURAL) = SINGULARA; (ÚNICO DE SUA ESPÉCIE; DISTINTO; ÍMPAR; NÃO VULGAR; ESPECIAL, RARO) UNIKA; SPECIALA, NEORDINARA, RARA
SISTEMA CRISTALINO MONOCLÍNICO (SISTEMA CRISTALINO QUE SE CARACTERIZA POR TRÊS EIXOS CRISTALOGRÁFICOS DE COMPRIMENTOS DIFERENTES) = MONOKLINA KRISTALSISTEMO
SOBRANCEAR (FICAR SOBRANCEIRO A; ESTAR EM POSIÇÃO MAIS ELEVADA OU SER MAIS ALTO QUE ALGUÉM OU ALGO; DOMINAR; EXCEDER) = ELSTARI SUPER; SUPERREGI; DOMINI
SOBRANCEIRO = ELSTARANTA; SUPERREGANTA; DOMINANTA; FIERA; BRAVA; GRANDIOZA
SOBREPUJAR = SUPERI; SUPERSTARI; VENKI; ELSTARI SUPER; ELSTARI SUPRE DE
SOCALCO (TRECHO ELEVADO E MAIS OU MENOS PLANO DE TERRENO, NUMA ENCOSTA, SUSTENTADO POR BOTARÉU OU MURO; PLATAFORMA) = TERBRETO
SOCALCO CONTINENTAL (PLATAFORMA CONTINENTAL À PORÇÃO DOS FUNDOS MARINHOS QUE COMEÇA NA LINHA DE COSTA E DESCE COM UM DECLIVE SUAVE ATÉ O TALUDE CONTINENTAL (ONDE O DECLIVE É MUITO MAIS PRONUNCIADO)) = KONTINENTBRETO
SOLAPAR (FAZER COVA OU COVÃO EM; ESCAVAR) = SUBFOSI; (ABALAR OS FUNDAMENTOS DE; ALUIR, MINAR) ŜANCELI; SKUI; EKMALFIRMIGI
SOTERRAR = ENTERIGI; KOVR(IĜ)I PER TERENO; KUŜIGI SUB; MALVIGLIGI; MALVIGLIĜI
SOTOPOR (COLOCAR POR BAIXO) = SUBENMETI
SOTOPOSTO (COLOCADO POR BAIXO ) = SUBENMETITA
SUBLEVAÇÃO (REBELIÃO; REVOLTA ORGANIZADA EM MASSA OU INDIVIDUALMENTE) = RIBEL(AD)O; (ELEVAÇÃO; RELEVO). ALTAĴETO; RELIEFO
SUCO DE POLPA = SMUZIO
SUMIDOURO = DEFLUILEJO; KLOAKO; (SORVEDOURO) AKVOTURNIĜO; PROFUNDEGAĴO
SUSPENSIVO (SOBRE CONDIÇÃO QUE DETEM O INÍICO DO USO DE UM DIREITO, ENQUANTO DETERMINADO FATO NÃO OCORRE) = RAJTONDETENA
TAMPONA (OU TAMPÃO: ABSORVENTE USADO EM CAVIDADE (NASAL, VAGINAL, DE FERIMENTO ETC.), PARA DETER HEMORRAGIA) = TAMPONO
TAMPONAR (DETER HEMORRÁGICA COM A INTRODUÇÃO DE ABSORVENTES EM CAVIDADE (NASAL, VAGINAL, DE FERIMENTO ETC.)) TAMPONI=
TANTO QUANTO O PERMITIR A = LAŬ LA POVO DE
TAXA DE ROLHA (PREÇO COBRADO PELOS RESTAURANTES PARA O CLIENTE LEVAR A PRÓPRIA BEBIDA.) = KROMPAGO PRI KORKO; KORKPAGO
TECELAGEM = TEKSADO; TEKSEJO
TECELÃO = TEKSISTO
Resultado de imagem para TELHA DE FIBROCIMENTO
TELHA DE FIBROCIMENTO (OU TELHA DE ASBESTO-CIMENTO) = TEGOLO EL FIBROCEMENTO; TEGOLO EL ASBESTA CEMENTO
                                 

TEMPORIZADOR = TEMPOFIKSILO; TEMPUMILO ; (INTERRUPTOR ACIONADO EM TEMPO PRÉ-FIXADO) TEMPUM-ŜALTILO
TEMPORIZAR = TEMPUMI
TOMAR CAFEZINHO (NA PAUSA DE UMA ATIVIDADE) = KAFUMI
TORNADO (FENÔMENO METEOROLÓGICO QUE SE MANIFESTA COMO UMA COLUNA DE AR QUE GIRA DE FORMA VIOLENTA E POTENCIALMENTE PERIGOSA, ESTANDO EM CONTATO TANTO COM A SUPERFÍCIE DA TERRA COMO COM UMA NUVEM CUMULONIMBUS OU, EXCEPCIONALMENTE, COM A BASE DE UMA NUVEM CUMULUS) = CIKLONO
TORNOZELEIRA ELETRÔNICA (OU BRACELETE ELETRÔNICO DE VIGILÂNCIA: FORMA DE PENA DE SUBSTITUIÇÃO À PRISÃO OU PARA SER UTILIZADO DURANTE O PROCESSO DE INSTRUÇÃO DO PROCESSO, CONSISTENTE EM AGREGAR AO PRISIONEIRO UMA MARCA ELETRÔNICA INVIOLÁVEL) = ELEKTRONIKA PIEDA KATENO
TRAÇADO = PROJEKTO; SKIZO
TRANSMONTAR (PÔR-SE, DESAPARECER (SOL, LUA, ASTRO)) = TRANSMALAPERI; SUBIRI; PASSAR POR CIMA DE (MONTE, SERRA ETC.) TRANSIRI; TRANSMONTIĜI;
TUMULTUAR = TUMULTI
VEEIRO (DEPÓSITO MINERAL TABULAR OU CONCHEADO, DE ORIGEM HIDROTERMAL, QUE OCORRE EM FORMA DE ENCHIMENTO DE FRATURA, EM UMA ROCHA; VEIO, FILÃO, VIEIRO) ; LINHA PELA QUAL UMA PEDRA SE PARTE, QUANDO BATIDA) = VEJNO; ERCO-VEJNO, MIN-VEJNO
VENDEIA (DEPARTAMENTO DA FRANÇA LOCALIZADO NA REGIÃO DO PAYS DE LA LOIRE, BAÍA DE BISCAIA) = VENDEO
VÉRTICE (O PONTO MAIS ELEVADO DA ABÓBADA CRANIANA) = VERTO; (CUME, CIMO, CIMA) SUPRO; PINTO; PLEJALTAĴO; SUPRO; (ALTO DE MONTANHA) MONTOPINTO; MONTOSUPRO
VÍCIO = MALVIRTO; MISKUTIMO; KUTIMAĈO; DEPENDECO; MANIEGO; (A SUSBTÂNCIA) MALVIRTAĴO; MISKUTIMAĴO; DEPENDECAĴO; MANIEGAĴO
VOLVER = REVENI; (AGITAR) TURNI; SKUI; KIRLI
XISTOSO (QUE CONTEM XISTO) = SKIST(EC)A; SKISTOHAVA
ZETÉTICA (METODOLOGIA INVESTIGATIVA, INDAGATÓRIA, VOLTADA PARA A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS TEÓRICOS) = ZETETIKO